Feira do Livro 2017

Olá a todos! Ontem, dia 10 de Junho, decidi ir, juntamente com a minha mãe, à Feira do Livro. Normalmente vou todos os anos para ver as novidades e os descontos (penso que muitos de vocês devem partilhar desta motivação), mas este ano em especial aventurei-me e fui conhecer a escritora Paula Hawkins que esteve numa sessão de autógrafos nesse mesmo dia (e hoje se quiserem aproveitar!). Conheci esta escritora pelo seu livro muito divulgado - agora também um filme - A Rapariga no Comboio. Para além de livros de ficção, adoro thrillers, daqueles em que só na última página é que se descobre o que aconteceu na história e, mesmo assim, às vezes ainda fico com mais questões. A Rapariga no Comboio e o mais recente livro dela, Escrito na Água, são dois exemplos disso. Assim, quando soube que ela vinha à feira do livro, soube que tinha de a ir conhecer. A fila, apesar de longa, não foi demorada - mas mesmo assim apanhei um escaldão... Digo-vos: a Paula Hawkins é super simpática e valeu a pena a espera! 

A feira do livro em si também não estava muito cheia, felizmente, consegui ver todas as bancas com calma e tirar fotografias sem sentir a pressão que estou a bloquear o caminho. Nesse dia acabei por não comprar nada, mas talvez ainda volte mais para o fim da feira, quem sabe? Espero que tenham gostado e vemo-nos no próximo post! :)
--------------------------------------------------------------------------
Hello everyone! Yesterday, 10th of June, me and my mom decided to go to the Book Fair in Lisbon. Normally I go there to check on the new books and the discounts the different publishing companies have to offer, but this year I went on an adventure and met Paula Hawkins who was at an autograph session that same day. I knew her from her now really known books - The Girl on the Train and Into the Water - which are now two of my favorite books. Besides fantasy, I really love thrillers - the really good ones - where you don't know what happens until the last page and, even then, you're still left with a bunch of questions (and these two are exactly like that). So, when I knew Paula Hawkins was coming to the Book Fair this year I knew I had to meet her - and so I did. The line was a bit long, but fast - though it didn't stop the sun from turning my skin into a tomato. But it was all worth it since she was super nice!

The Book Fair itself wasn't crowded, fortunately, which allowed me to see all the different booths and take photos without feeling like I was blocking someone's way. That day I ended up not buying any books, but maybe I'll come back this year again? Hope you liked this post and see you on the next one! :)

MAAT from my phone

Olá a todos! Não sei se também aconteceu com vocês, mas eu já andava para visitar o interior do MAAT (Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia) desde que abriu. Não era a primeira vez que passeava ao lado do museu, mas cada vez que nos lembrávamos que ele estava lá, já era muito perto da hora de fechar e queríamos não ter de ver o museu a correr. Bem, essa oportunidade surgiu esta semana, numa daquelas ideias repentinas em que a minha câmara estava longe demais para ainda conseguir voltar atrás para a ir buscar. Não querendo deixar de partilhar o que foi o meu dia, deixo-vos com uma selecção das fotografias que tirei nesta visita com o meu telemóvel - também disponíveis no meu instagram - que, apesar de não ter as funcionalidades da minha câmara, ainda serve para alguma coisa. Prometo que lá voltarei com a minha câmara e para ver novas exposições!

Sintra's little secret || Hotel Nova Sintra

Olá a todos! Hoje trago-vos uma pequena review de um local que visitei recentemente. Como sabem, Sintra tem um local especial no meu coração, e quando me convidaram para ir beber um chá a uma esplanada no centro histórico...tive de aproveitar. A esplanada pertence ao Hotel Nova Sintra e, como podem ver pelas fotografias é lindo! Inicialmente a esplanada não estava aberta devido ao tempo instável (tanto estava sol, como de repente começava a chover - típico de Sintra!), mas os empregados do hotel foram cinco estrelas e abriram-na de proposito para nós - tudo isto para vos explicar o porquê dos chapéus de sol estarem todos fechados e o local estar deserto. Para lanchar optei por um chocolate quente (que estava delicioso), mas tinham muito mais opções - café, chás, gins, vinhos, ... - com um preço bastante acessível tendo em conta a zona e a qualidade. E se tudo isto já não fossem motivos suficientes para visitarem este pequeno segredo de Sintra, penso que vos consigo convencer quando se sentarem e virem a magnífica vista que têm sobre a serra e o castelo. Espero que tenham gostado e vemo-nos no próximo post! :)
--------------------------------------------------------------------------
Hello everyone! Today I bring you a small review of a place I went recently. As you might know, Sintra has a special place in my heart, and when I was invited to drink tea on the city's historical center...I had to go. The esplanade belongs to Hotel Nova Sintra and, as you can see on hte photographs, it's beautiful! Initially the esplanade was closed because of the unstable weather, but the hotel's employees were super nice and opened it just for us - all of this to tell you the reason why the sun hats were down and why the place was deserted. I ordered hot chocolate (which was delicious), but they had way more options - coffee, tea, gins, wine, ... - at a really reasonable price given the area and the quality. And if those aren't enough motives to convince you to come discover Sintra's little secret for yourself, you'll be completely convinced once you see the stunning view to the mountain and the castle. Hope you liked this post and see you on the next one! :)

World Press Photo 2017

Olá a todos! Enquanto estava à procura de algo para fazer na última sexta-feira descobri que a exposição do World Press Photo 2017 ia ser exibida bem perto de mim, a começar nesse próprio dia. A exposição vai estar de 28 de Abril a 21 de Maio no Museu Nacional de Etnologia e o bilhete é apenas 3€ (1,5€ com cartão de estudante ou cartão jovem). Não tenho nenhuma fotografia da minha cara no pós-exposição, mas posso-vos dizer que adorei. Os temas são variados: natureza, desporto, vida quotidiana de algumas povoações pouco conhecidas. As fotografias que foram seleccionadas dão a conhecer algumas questões com as quais a sociedade se tem vindo a deparar ao longo destes últimos anos - desde o surto de Zika, aos confrontos na Síria, a crise de refugiados que tentam atravessar o Mediterraneo, entre outros. Algumas imagens, admito, são dificeis de ver, já que retratam a verdade crua, sem filtros ou desfoque. Outras, como as dos pandas, mostram que nem tudo é terrível - são como uma brisa fresca no meio de todas as lágrimas e sangue. Espero que tenham gostado e vemo-nos no próximo post! :)
--------------------------------------------------------------------------
Hello everyone! While I was searching for something to do last Friday I stumbled upon the World Press Photo 2017 exhibition right near me. The exhibition will be on National Museum of Ethnology from 28th April to 21st May, and the ticket is only 3€ (1,5€ if you have the Youth Card) I don't have any photos of my post-exhibition face but I can tell you that I loved it. The themes are very diverse: nature, sports, the daily life on not so well known small towns. The selected photos present us with some of the issues that society has come across over the last few years, namely the Zika outbreak, the war in Syria, the refugee crisis, ... I admit that some of the photos are hard to see, since they depict the raw, unfiltered truth. Other pictures, like the one with the pandas, show that not everything is terrible, that there's always something good, even if everything is breaking apart. Hope you liked this post and see you on the next one! :)

World Book Day

Olá a todos! Hoje trago-vos uma coisa um pouco diferente do meu conteudo normal, mas não resisti em partilhar convosco. Eu e o prazer da leitura temos uma história que já data há muitos anos. Quando era pequena não gostava de ler - não me perguntem porquê mas não gostava de ficar sentada a ler livros durante horas. Um dia a minha mãe, numa de muitas tentativas, comprou-me um livro chamado "A Professia das Pedras" - um livro que mistura mistérios, enigmas e fantasia - e foi aí que tudo começou. Agora não consigo não ter um livro para ler. A fotografia de inicio deste post é do último livro que li e que vivamente recomendo se gostam do género distópico. Mas este livro não é o tema do post de hoje.
--------------------------------------------------------------------------
Hello everyone! Today I'm bringing you something a bit different than my usual content, but I just couldn't resist sharing with you. Me and the pleasure of reading go way back. When I was little I hated to read - don't ask me why, but I just couldn't find seating for hours reading a bunch of words entertaining. One day, my mother bought me a book called "The Prophecy of the Stones" - a book that mixes fantasy and mystery . and that's when it all began. Now I just can't live without having a book to read. The book on my lap in this first photography was the last one I read and if you like dystopian novels I vividly recommend you to read this one. But today's post isn't about this book